Pular para o conteúdo principal

PROFESSOR: DESFILIE-SE, ORGANIZE-SE, RESISTA E LUTE

Qual a função do sindicato?


Em tese é de garantir o direito de greve (o não corte de ponto) e mobilização da categoria, porém, nenhum desses dois pontos são garantidos, até mesmo se considerarmos que o governo é truculento e possui a justiça no bolso e o corte de ponto é sempre realizado. Porque então não fazem um fundo de greve para garantir que os professores tenham pelo menos suas contas básicas garantidas? 

Será que um sindicato que arrecada por baixo R$ 30 milhões ano apenas com filiados, não consegue criar fundo de greve? Mesmo que a greve ocorra a cada 2 anos ou mais.

Será que um sindicato que na teoria é um instrumento de luta e que deveria representar os interesses da categoria até o fim, serve apenas para manter colônias de férias?




Como pode burocratas que são financiados pelo mesmo não conseguirem fazer visitas ao longo dos anos para acompanhar o trabalho de seus representantes, ou mesmo observar junto e denunciar os problemas das escolas?

Será que um sindicato milionário não consegue fazer materiais como jornais ou panfletos para serem entregues nas escolas regularmente, que falem sobre a importância dos professores se mobilizarem na luta pela educação e que nada vai cair de chapéu pra eles?

Como um sindicato milionário não possui palestras, locais ou cursos de formação politica para os professores despolitizados ou que não conheçam bem a realidade ao qual estão inseridos?

Sendo que quando chama os professores irresponsavelmente para uma greve e os professores a fazem, recua no primeiro ou segundo acordo com o inimigo (governo) e com poucas ou nenhuma reivindicação atendida, deixam os professores desamparados, professores que ficam paralisados 30-75-90 dias, acumulando dividas, muitas vezes que os perseguem a vida toda, isso faz com que o professorado deixe de acreditar em qualquer luta, principalmente na greve.

A muito tempo tempo nós sabemos todas as respostas, o sindicato não luta pelos interesses da categoria, nem liga para a educação, isso fica explicito quando todas suas praticas levam a despolitização e desmobilização da categoria, quando no processo de greve vemos representantes "eleitos" mandarem professores voltarem para a sala de aula, através de assembleias estaduais e regionais e comandos de greve (dizendo que a greve não possui adesão, ou seja, destruindo ela por baixo e batendo de frente contra os esforços de milhares de professores que se sacrificam para que a greve seja vitoriosa), quando contratam bate-paus para agredir professores e estudantes contrários as decisões das direções, quando oposições e situações partilham da mesma politica visando o controle do sindicato, quando somente aparece nas escolas em época de eleições ou quando há uma greve em curso, quando boicota ônibus para diversas subsedes que estão paralisadas, quando divulga materiais que mais prejudicam que ajudam a luta (colocando a comunidade contra) e mais inúmeros outros exemplos que quase todos professores já vivenciaram ou conhecem.



Como então ainda acreditamos em tal instrumento? Não importa seu histórico no passado, o que importa é o que se tornou hoje e pra que serve esse aparelho, realidade de uma instituição burocrática que apenas ataca a luta dos professores, beneficiando o governo. NÃO TEM MAIS COMO MODIFICA-LA, suas estruturas são como a nossa politica representativa, NÃO EXISTE ENTRISMO, sua estrutura leva ao processo burocrático do mesmo jeito que a politica burguesa leva a corrupção e acordo entre ricos, NÃO PODEMOS MAIS PERDER DIREITOS, NÃO PODEMOS MAIS SOFRER ATAQUES E FICARMOS IMOVEIS, NÃO DEVEMOS MAIS FINANCIAR UM SINDICATO PATRONISTA, TEMOS QUE RETOMAR A LUTA PARA OS PROFESSORES.

Mas de que forma faremos isso?
Eis algumas ideias.



Primeiro lugar, DESFILIE-SE ou NÃO FILIE-SE, temos que parar de financia-los, se possível quebra-los com uma campanha de desfiliação em massa.

ORGANIZE-SE EM SUA ESCOLA, pois somente professores e estudantes organizados poderão ter vitórias reais, vide a luta do estudantes secundaristas ocupados.

CONSTRUA UM GRÊMIO COMBATIVO, DEMOCRÁTICO E CONSCIENTE, esteja junto com o grêmio de sua escola, senão existir, crie com seus alunos, informe, ajude-os a serem os porta-vozes de seus colegas de escola, incentive a democracia, coloque-os em contato com os secundaristas em luta, a nossa causa é a mesma.



DESTRUA QUALQUER FORMA DE HIERARQUIA ESCOLAR, professores, gestão e funcionários possuem a mesma importância na escola, só exercem funções diferentes, bata de frente com gestões opressoras e não destrate ou aja com soberba com funcionários, somos iguais, estamos todos juntos para construirmos uma escola melhor para todos.

UNA ESCOLA E COMUNIDADE ESCOLAR, abra a escola, faça eventos, junto com alunos se comunique com a comunidade, informe-os sobre a situação da educação.

CRIE SEU PRÓPRIO FUNDO DE GREVE, em toda greve temos o ponto cortado, se garanta, poupando um dinheiro ou de alguma outra forma.

FAÇA GREVE, por mais que o sindicato tenha destruído ao longo dos anos esse instrumento de luta, ele ainda é um dos melhores meios par pressionar o governo e nos organizando podemos tomar essa tática novamente para nós, não esperando que o sindicato tome a decisão da luta, podendo continuar paralisados mesmo quando o fizerem seus acordos fajutos e também podendo paralisar quando acharmos necessário.

Não devemos mais deixar a luta pela educação ser decidida por agentes que buscam apenas destruí-la e que se beneficiam de sua precarização. Nos juntemos com os estudantes secundaristas, indo até o fim, sem arrego, deixando a luta no chão e nas escolas, não mais em palanques e instituições falidas, por uma luta mais horizontal, autônoma e livre, construindo realmente uma educação que nos ensine a pensar e não obedecer.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A R T E - 100 Imagens de Dragões (Dragons Images)

Trago aqui uma seleção de 100 ilustrações de dragões, pois sempre que vemos na internet sempre as mesmas imagens, quis aqui então selecionar algumas mais diferentes e mostrar outros conceitos de arte destes seres mitológicos. " Dragões ou dragos (do gregodrákonδράκων) são criaturas presentes na mitologia dos mais diversos povos e civilizações. São representados como animais de grandes dimensões, normalmente de aspecto reptiliano (semelhantes a imensos lagartos ouserpentes), muitas vezes com asas, plumas, poderes mágicos ou hálito de fogo. A palavra dragão é originária do termo grego drakôn, usado para definir grandes serpentes. Em vários mitos eles são apresentados literalmente como grandes serpentes, como eram inclusive a maioria dos primeiros dragões mitológicos, e em suas formações quiméricas mais comuns. A variedade de dragões existentes em histórias e mitos é enorme, abrangendo criaturas bem mais diversificadas. Apesar de serem presença comum no folclore de povos tão dista…

A R T E - 70 imagens de lobisomens (Images of werewolf)

"Lobisomem ou licantropo (do grego λυκάνθρωπος: λύκος, lykos, "lobo" e άνθρωπος, anthrōpos, "homem"), é um ser lendário, com origem em tradições europeias, segundo as quais, um homem pode se transformar em lobo ou em algo semelhante a um lobo em noites de lua cheia, só voltando à forma humana ao amanhecer.
Tais lendas são muito antigas e encontram a sua raiz na mitologia grega. Segundo As Metamorfoses de Ovídio, Licaão, o rei da Arcádia, serviu a carne de Árcade a Zeus e este, como castigo, transformou-o em lobo (Met. I. 237).Uma das personagens mais famosas foi o pugilista arcádio Damarco Parrásio, herói olímpico que assumiu a forma de lobo nove anos após um sacrifício a Zeus Liceu, lenda atestada pelo geógrafo Pausânias.
Segundo lendas mais modernas, para matar um lobisomem é preciso acertá-lo com artefatos feitos de prata."

Vídeo - Leões e animais atacando 







A R T E - 50 imagens de demonios (Demons Images)

Um demônio é um ser paranormal, muitas vezes maléfico sendo uma figura comum na religião, ocultismo, literatura e folclore. A palavra original grega daimon não carrega a conotação negativa inicialmente entendido pela aplicação do koiné δαιμόνιον (daimonion),  e mais tarde atribuído a quaisquer palavras de conatação parecida. Nas antigas religiões orientais, bem como nas tradições abraâmicas, incluindo antiga e medieval demonologia cristã, um demônio é considerado um espírito imundo , mais especificamente um anjo mal, que pode causar possessão demoníaca. No oeste da ocultismo e na magia do Renascimento, que nasceu de uma fusão da magia greco-romana, demonologia judaica, tradição e cristã, um demônio é uma entidade espiritual que pode ser evocado e controlada. O termo grego não tem qualquer conotação de mal ou maldade. Na verdade, εὐδαιμονία eudaimonia , (lit. bom civismo) significa felicidade. O primeiro termo adquiriu suas conotações negativas na Septuaginta tradução da Bíblia h…